30 abril 2005

O futuro.

Saiu hoje, sexta-feira, no jornal “O Independente” um artigo que diz;

“No rescaldo do XX Congresso, espera-se grandes convulsões na JP. João Almeida está a ser muito criticado por ter aparecido ao lado de Telmo Correia, ainda que a título individual. O sentido de voto dos jotas parece legitimar a oposição interna. A JP terá congresso este ano e, ao que apurou O Independente, João Almeida não se recandidatará.”

Devo dizer que a figura do presidente da JP e consequentemente da própria instituição não foi esta semana pela primeira vez colada aos “derrotados” do congresso. Bem sei que tenho pedido a alguns membros da direcção nacional da JP maior visibilidade, confesso que não era este tipo de visibilidade que pretendia.
Penso que daqui terá que decorrer inevitavelmente uma lição para o futuro, quando em locais de debate como é este Blog se criticam as posições da JP, em vez de ficarem zangados com quem critica, talvez seja mais prudente ouvir as criticas e pelo menos reflectir sobre elas. Nem sempre que dá mais palmadinhas nas costas é o nosso melhor amigo. Independentemente de concordar ou não com todos os elementos da concelhia de Lisboa da JP, uma coisa deve estar na mente de todos, não há aqui os que gostam da JP e os outros, porque todos nesta concelhia assim como acredito que noutras estruturas gostam da JP e lutam para que a instituição se torne mais forte..
Independentemente de tudo o que se pode dizer penso que aqui, no partido como na jota, têm de estar cá todos, mas todos com vontade de crescer, não se cresce excluindo, não se cresce fazendo birras, e não se cresce sem convicção.

A todos os meus votos de bom trabalho.

Tiago Antão