03 maio 2005

O Estado de Graça.

Confesso que nos últimos tempos tenho tido alguma dificuldade em escrever posts para o blog. É certo que tenho estado algo ocupado, no entanto tento também manter-me sempre minimamente informado. De facto o meu maior problema tem sido temas de actualidade política para escrever.

A agenda política que teoricamente devia ser conduzida pelo governo está em branco, o facto é que o PS se limita a gerir o estado de graça optando por adoptar apensa medidas residuais neste ou naquela área, mas sem nunca tomar medidas impopulares ou fazer reformas que o país necessita.
A conclusão é óbvia, é preciso não desgastar a imagem até às eleições autárquicas., no entanto não foi para isso que o governo foi eleito.
Já que este governo tem condições excepcionais para fazer as reformas urgentes, pede-se que trate de fazer mais do que pensar em datas de referendos, a bem da nação.

Tiago Antão